Bolhas Bloguistas

NÓS! Literalmente nós! Nós vamos bem com caviar, ao almoço e ao jantar. Estamos bem e a melhorar. Ninguém nos pode parar e Nós sempre a borbulhar. bolhas_bloguistas@yahoo.com.br Um espaço aberto a toda e qualquer futilidade...

quinta-feira, novembro 23, 2006
















Mudamos de mansão... Agora estamos num blog super colorido e com cheiro a novo!!!


Cliquem em cima do piqueno chalet para nos encontrarem...

segunda-feira, novembro 20, 2006

Adeus... Bubbles will always be Bubbles!

Queridinhos,

Sabem aquela música do “chegou a hora do adeus, bolhas vamos partir??? Pois é, nós hoje escrevemos o nosso último “escrito”... Não, não ensandecemos, continuamos com as nossas capacidades a 120%... Até que podíamos estar a mudar de casa mas como vivemos ciberneticamente numa Quinta da Marinha não é de todo o caso!!! Só um perfeito tolinho mudaria da Quinta da Marinha, da Lapa ou da Penha para Santo António dos Cavaleiros ou Fai Chi Kei...

Vamos ser muito sinceras. A verdade é que temos coisas mais interessante para fazer do que escrever neste Blog, tous cour... Entre outras coisas do foro Bolhal, temos uma vida social intensíssimas (Kilimanjaros de tudo, Makalu de Cocktails, Yalung Kang de jantares, Robson de bailes e bailaricos de beneficência, Evereste de exposições), pelo meio damos assistência à família ou aos piquenos, viagens, entrevistas, Himalaias de artigos de opinião para a Bubble Forbes, e last but not least, a coisa mais importante de todas essas coisas hiper-super-importantes, temos que começar a pensar no casamento da nossa Bolha Star e nas 124 despedidas de solteira que ainda lhe faltam... Já para não falar na chegada dos Trigémeos... Eles vêm aí em fettucini, verdade mysterious Bubble?! Fechou-se um ciclo...

Só vos digo que adoramos este bocadinho, foi verdadeiramente delicioso estar convosco, uma risota constante (e não um risoto) mas os temas Bolhais também já se esgotaram praticamente todos, certo? Já estávamos a entrar no ponto de saturação... A nossa imaginação não é de todo ilimitada.
Bubbles will always be Bubbles!!!
Já anémicas de saudades vossas, até um dia destes,
M&M's
(Bolhas Mestra e Mor)

domingo, novembro 19, 2006

Cântico Lindo (o poeta chamou-lhe Negro)

Bolhas, bolhas, bolhas, já vejo uma certa tristeza no olhar:
"Lá vem esta pseudo Bolha descaracterizar o nosso Blog".

A intenção não é essa e também não se trata de um momento cultural.

O poema é lindo. Dediquei-o (naturalmente com o consentimento do autor) a um amigo que faz anos hoje, mas
queria também partilhá-lo com vocês.

"Vem por aqui" – dizem-me alguns com olhos doces,
estendendo-me os braços,
e seguros de que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui!"
Eu olho os com olhos lassos,
(Há nos meus olhos ironias e cansaços)
E cruzo os braços,
E nunca vou por ali...

A minha glória é esta:
Criar desumanidade!
Não acompanhar ninguém.
– Que eu vivo com o mesmo sem-vontade
Com que rasguei o ventre a minha Mãe.

Não, não vou por aí! Só vou por onde
Me levam meus próprios passos...

Se ao que busco saber nenhum de vós responde,
Porque me repetis: "Vem por aqui"?
Prefiro escorregar nos becos lamacentos,
Redemoinhar aos ventos,
Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,
A ir por aí...

Se vim ao mundo, foi só para desflorar florestas virgens,
E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!
O mais que faço não vale nada.

Como, pois, sereis vós
Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem
Para eu derrubar os meus obstáculos?
Corre nas vossas veias sangue velho dos avós.
E vós amais o que é fácil!
Eu amo o Longe e a Miragem,
Amo os abismos, as torrentes, os desertos...

Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátrias, tendes tectos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios.
Eu tenho a minha Loucura!
Levanto-a como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...

Deus e o Diabo é que me guiam, mais ninguém.
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.

Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou,
— Sei que não vou por aí!"
(José Régio)

Etiquetas:

sexta-feira, novembro 17, 2006

" O cobarde só ameaça quando está a salvo." (provérbio irlandês)
"A crítica é o imposto que a inveja cobra do mérito"
(Duque de Lévis)

Bubble happening

Uma óptima sexta-feira para todos. Espero que a dos demais seja tão emocionante como a nossa!!!

Eu passo a explicar, como é do conhecimento geral a Bubble agenda é super preenchidas pelos mais variados eventos, viagens em trabalho, grandes negócios, reuniões, assembleias-gerais, pareceres, teses, pós doutoramentos, conferências, cursos, cocktails, casamentos da plebe, da burguesias, principescos e reais, baptizados, cocktails, inaugurações, vernisages, “monte picos” de festas (note-se que para andarmos impecáveis temos que reservar certo tempo para manicure, cabeleireiro, massagem, ginástica, etc) com a agravante de muitas nós darmos assistência à família (com todo o gosto, obviamente) e não termos governanta, logo somos nós que temos que gerir a criadagem, numa simpática média de 10 criados por família Bolhal... É uma tarefa extenuante, diga-se, pois esta gente não gosta de usar lá muito os neurónios, mas adiante que hoje este escrito não é sobre o pessoal menor...

En passant, só não ando a cair para o lado porque tenho uma constituição física fantástica, uma joie de vivre fora do comum e não tenho de todo olheiras porque me besunto diariamente e dos pés à cabeça com produtos la mer... Não é por acaso que o Bolhão me apelida de “querida duchese”, referindo-se, claro, ao saboroso e estaladiço pastel folhado e não a uma duquesa qualquer.

Mas dizia eu que, passado 7 meses de agitada Bubble Style of Life, conseguimos finalmente marcar um jantar! The happening, que excitex! Vai ser o evento do ano, digo-vos!!! Se nos virem em bando, sorridentes, bem dispostas e chiquitérrimas (como só as Bolhas sabem ser, to be or not to be a bubble) nos sítios mais inn de Macau já sabem que estamos a comemorar o facto de sermos Bolhas... Querida Bride Star, não se esqueça que prometeu contar-nos todos os desenvolvimentos do noivado... Estamos a aguardar impacientemente!!!

O acontecimento promete! Até logo.

Mulheres depois dos trinta


Para todas as mulheres com mais de 30 anos, especialmente para as Bolhas, das quais sou fã incondicional, e para aquelas que têm medo de entrar nos 30 e para os homens que têm medo ou que não sabem lidar com mulheres com mais de 30!
À medida que vou envelhecendo, valorizo cada vez mais as mulheres com mais de 30 anos. Estas são apenas algumas das razões porque o faço:

- Uma mulher com mais de 30 nunca te acordará a meio da noite para perguntar "Em que é que estás a pensar?". Ela não se importa com o que tu pensas.

- Se uma mulher com mais de 30 não quer ver o jogo de futebol, não se senta a teu lado a lamentar-se. Ela faz alguma coisa que queira fazer. E, geralmente, é algo mais interessante.

- Uma mulher com mais de 30 conhece-se suficientemente bem a si própria para estar certa de quem é, o que quer e de quem o quer. Poucas mulheres com mais de 30 anos ligam alguma ao que tu possas estar a pensar sobre ela ou sobre o que ela está a fazer.

- As mulheres acima dos 30 têm dignidade. Raramente terão uma discussão aos gritos contigo na ópera ou no meio de um restaurante chique. No entanto, claro, se tu mereceres, não hesitarão em dar-te um tiro.

- As mulheres mais velhas são generosas nos elogios, muitas vezes não merecidos. Elas sabem o que é não ser apreciado.

- Uma mulher acima dos 30 tem segurança suficiente para te apresentar às amigas. Uma mulher mais nova acompanhada de um homem ignora frequentemente até a melhor amiga porque não confia no homem perto de outra mulher. Uma mulher com mais de 30 não se podia estar mais nas tintas se tu te vais sentir atraído pelas amigas dela, não porque confie em ti, mas porque sabe que elas não a trairão.

- As mulheres tornam-se psíquicas à medida que envelhecem. Nunca terás que confessar os teus pecados a uma mulher com mais de 30. Elas sabem sempre.

- Uma mulher com mais de 30 fica bem a usar um batom vermelho brilhante. O mesmo não se aplica às mulheres mais novas.

- Depois de ultrapassares uma ou outra ruga, vais ver que uma mulher com mais de 30 é de longe mais sexy do que qualquer colega mais nova.

- As mulheres mais velhas são correctas e honestas. Dizem-te imediatamente que és um idiota se te estiveres a comportar como tal. Nunca tens que tentar adivinhar em que pé estão as coisas entre vocês.
- Sim, nós elogiamos a mulher com mais de 30 por várias razões.

Infelizmente, não é recíproco. Por cada bela, inteligente, segura e sexy mulher com mais de 30 anos, existe um careca, barrigudo, em calças amarelas a fazer figura de parvo com uma empregada de mesa de 22 anos...

ESCRITO POR ANDY ROONEY, APRESENTADOR DO PROGRAMA DA CBS "60 MINUTES".

quinta-feira, novembro 16, 2006

Momento romântico-piegas

Queridas Bolhas,

Independente da temperatura e seguindo o sábio, acertado e caturra conselho da nossa dear dear Champ amanhã lá vou eu tirar o simpático do vison do quarto frigorífico de la maison... Ora, se o Natal é quando o homem quiser, o inverno “in doors” é quando der na real pinha das Bolhas... Basta pedir ao gerente do Steeve para baixar o ar condicionado para os 10 graus. Certo?

E porque as Bolhas por vezes têm acessos de vulgaridade, podem acordar numa fase romântico-piegas (é o caso). Aqui deixo uma música dedicada ao meu Mr. Darcy. Escusado será dizer que o mesmo nunca vem ao Blog pois está ocupado a trabalhar e a ganhar dinheiro, os Diamonds não estão de todo uma pechincha, se é que me estão a compreender?! Cliquem para ouvir.

contigo aprendi a ver la luz de el otro lado de la luna
contigo aprendi que tu presencia no la cambio por ninguna
aprendi que puede un beso puede ser mas dulce y mas profundo
que puedo irme mañana mismo de este mundo
las cosas buenas ya contigo las vivi
contigo aprendi que yo naci el dia en que te conoci

Depois não digam que não somos multifacetadas! Até logo.

Protesto Outonal

Gosto de viver ao ritmo das 4 estações (as de Vivaldi também), acompanhar a mudança subtil de umas para as outras, saborear os cheiros, sabores e festividades que cada uma delas traz consigo. No Outono, onde é suposto “estarmos” desde o dia 23 de Setembro, vibro com a queda das folhas amarelas dos ramos das árvores e com os tapetes forrados delas pelos parques fora, com a chegada as primeiras chuvas frias, o cheiro das castanhas assadas, a neblina matinal a pairar sobre o rio...Para mim é isto a este ritmo que se processa o ciclo anual da vida e por mais que viva no Oriente, sinto sempre a falta.

Estou a resvalar para o poético? Hum, pois deve ser deste tempo nostálgico. Mas ao consultar o Boletim Metereológico e constar que hoje em Macau estão...25.º, PUF! Foi-se a poesia! Mudança de humor vertical! Isto é uma afronta. A poesia do parágrafo acima dá lugar à revolta!!
Estou farta, farta, farta de esperar! Este clima semi tropical sem regras nem previsões põe-me à beira de um ataque de nervos.

Por isso decidi que está na hora de nós Bolhas emancipadas e sempre muito avant gard, decretarmos que o frio chegou. Esqueçamos o que apontam os termómetros, os barómetros e demais instrumentos metereológicos – afinal mais são do que umas ficções! Esqueçamos isso tudo e avancemos para os casacos de pele, os abrigos de malha esvoaçantes e as botas de cano alto tão in esta saison. Imaginem que tenho um guarda roupa supé in, adquirido com paixão em viagens para o efeito around the globe e para quê? Está encerrado em roupeiros e só não ganha Himalaias de mofo porque a Lucília lá anda todos os dias a arejar e a desumidificar.

Já pensaram que as nossas congéneres Bolhas de Nova York e Londres já andam a pavonear-se nas suas toilletes de Inverno há dois (DOIS) meses? Repito, dois meses? Que qualquer dia estão-nos a menosprezar? Que corremos o risco de ver um artigo na Vogue a desdenhar-nos, do género"Bolhas Macaeenses ainda de top de seda e sandália aberta - um exemplo de juracidade". Acham que nos podemos e devemos sujeitar a tamanho ultraje só porque vivemos num clima sub-tropical, desnaturado e alheio à nossa vontade?

Por isso amanhã avancem, minhas queridas, que eu farei o mesmo e gloriosas seremos nas nossas indumentárias de inverno!

quarta-feira, novembro 15, 2006

O anti-heroi

Espero que a chuva não estrague o nosso Grande Prémio. Detesto tanto dias cinzentos como adoro noites chuvosas de inverno em casa... Parece que o Outono tardio está à porta queridas!

Ontem e anteontem os Mor dedicaram-se a ver a saga da Bridget Jones... Já vi pelo menos umas 5 vezes e continuo a vibrar, até porque adoro o Mr. Darcy... Aquele homem é qualquer coisa de muito especialllllllllllllllllllllll... Confesso que até estava com vergonha de parecer uma adolescente inconsciente a suspirar ao lado do querido Bolhão mas de facto o Mr. Darcy é
cá uma ESTAMPA!!! Ai aiiiiiiiiiiiiiiiiiiii...

O problema é que o Mark Darcy (Bridget Jones), o Mr Fitzwilliam Darcy (Orgulho e Preconceito, da escritora Jane Austin) e o próprio actor Colin Firth confundem-se... E não sou euzinha que o digo!!!

Ao que parece e segundo o que li, após a série da BBC “Pride and Prejudice” o actor supér xúxu Colin Firth tornou-se uma estrela na Inglaterra. Milhões de mulheres caíram de amores pelo actor (ainda bem que não somos Bolhas Bifas, ou Steak Bubbles). Quem morreu de amores foi mesmo a Helen Fielding, a autora do best seller O Diário de Bridget Jones, tanto que para dar um nome e um rosto ao homem perfeito da sua heroína ela inspirou-se no próprio ''Mr. Darcy-Colin Firth''. Em 2001, quando precisava eleger o elenco para a versão cinematográfica da desastrosa vida de uma solteirona inglesa, a escolha de quem interpretaria Mark Darcy foi simples. Alguém melhor que o verdadeiro Mr. Darcy?

Há que dizer que Jane Austen ao “construir” a personalidade do Mr. Darcy foi muito engenhosa. Criou um verdadeiro Gentleman bonito e rico que vai contra tudo o que era ideal, é duro, bruto, antipático, arrogante, mas ao perder-se de amores pela mulher certa decide mudar... Jane Austen pode ter criado um estereótipo, como pode também, apenas, ter tido a sensibilidade de tornar consciente aquilo que as mulheres desejam. Verdade?
Até amanhã!

Olá Bolhas e demais leitoras/es,

Como o tempo está manhoso, cinzentão e tristonho, estou num daqueles dias em que só me apetecia ficar em casa a ver filmes enrrolada numa mantinha de paxemina com um chá de infusão de ervas. Mas uma Bolha trabalhadora não se pode dar a esses luxos, outros sim (e não são poucos!!), faltar a compromissos profissionais está fora de questão!

Bem, para vos animar (e porque os temas como casamento, compromisso, vida a dois, etc andam super na berra no nosso blog) resolvi contar-vos uma aposta que fez homem mais charmoso do mundo, o eterno galã e playboy, sim ele mesmo, o George Clooney. Como sabem as minhas amigas, o Clooney é já considerado um dos maiores playboys da história da humanidade, comparável apenas a um Casanova. Digam lá, só de pensar nele, com aquele sorriso inimitável, não estão vocês também com um sorriso involuntário estampado nas vossas caras?

Continuando, este homem (autêntico Zeus século XXI, diria eu), namorou com várias das mais belas e célebres mulheres de Hollywood, mas há mais de dez anos que não leva nenhuma ao altar. Tem dinheiro, fama, charme e, aos 45 anos, continua a ter uma legião de mulheres bonitas que não lhe largam a porta e davam tudo por um compromissozito com ele. Casar e ter filhos não, não é com ele - está de pedra e cal no seu pedestal de solteirão, diz que não abdica da sua liberdade.
À conta disso, está em vias de ganhar uma aposta que fez com a Nicole Kidman e a Michelle Pfeiffer - só lhe faltam cinco anos para sacar 30 mil euros às amigas. Foi assim, quando Clooney disse que não tornaria a casar, nem teria filhos, as duas actrizes apostaram cerca de 7800 euros, cada uma, em como isso iria acontecer logo que ele completasse 40 anos. Não podiam estar mais erradas. Ele devolveu-lhes os cheques com uma mensagem: “Pagam-me o dobro ou nada, em como não tenho filhos até aos 50 anos.”

Aqui ficam os nomes de algumas das mulheres (sortudas está claro) que namoraram com ele:

TALIA BALSAM, A ÚNICA ESPOSA
A actriz Talia Balsam, de 47 anos, casa-se com George Clooney a 15 de Dezembro de 1989, mas o casamento durou apenas três anos;
KELLY PRESTON, 44 ANOS
TEMPO DE NAMORO: 2 ANOS
"Sempre quis ter filhos, mas com o George não dá..."
LISA SNOWDON, 35 ANOS
TEMPO DE NAMORO: 1 ANO
"O sexo mantinha-nos [George Clooney] em forma"
JULIA ROBERTS, 39 ANOS
TEMPO DE NAMORO: 6 MESES
"Clooney era a melhor pessoa que conheci até encontrar o meu marido"
RENÉE ZELLWEGER, 37 ANOS
TEMPO DE NAMORO: 2 MESES
"É impossível não haver química com o George"
KRISTA ALLEN, 35 ANOS
TEMPO DE NAMORO: 2 ANOS
"Adoro o George, mas com ele uma relação não avança, estagna"
LUCY LIU, 38 ANOS
TEMPO DE NAMORO: 2 MESES
"Eu e o Clooney sempre tivemos uma relação platónica"
TERI HATCHER, 42 ANOS
TEMPO DE NAMORO: 3 MESES
"Apaixonada pelo George? Qual a mulher que não está?!..."

ELLEN BARKIN fez a confissão mais ousada ao admitir publicamente que manteve uma relação puramente sexual com o actor. “Uma questão de química”, disse ela.

terça-feira, novembro 14, 2006

GP Macau

Caros leitores,

Aqui fica um piqueno aviso, quando nos encontrarem na rua não se admirem se nos virem a sair de carros de fórmula 3 e sempre de capacete (lv, gucci, fendi, prada, etc) é que estamos em plena season do
Grande Prémio e nós Bolhas temos que estar condizentes com todas e mais algumas ocasiões... Estamos na época desportiva-automobilistica. Força Macau!!!

A noivinha Star e a Champ coitadas é que têm estado a dar o litro pois trabalham as duas no evento... Ainda bem que só há uma vez por ano caso contrário as coitadas carburavam a prozac. Assim como assim e como é anual andam as duas num excitex, rodeadas sempre de VIPs e fotógrafos que, diga-se em abono da verdade as fotografam mais do que aos próprio VIPs, é um fartote para as duas... Não tarda estão tal e qual a Isabel Presley a cobrar entrevistas a semanários e revistas sociais ou a fazer anúncios como embaixadoras da Porcelanosa!

Escusado será dizer que para além dos corredores que representam Macau, uma das atracões deste GP é mesmo o anel de noivado da Bolha Star (yes, again, o que querem? É mais forte que eu) ... À conta do mesmo já tem marcadas entrevistas e fotografias com a “In style”, “Caras” e “Hello”.

Fica aqui o conselho, se ainda não comprou o seu bilhete, compre antes que esgote (este ano está dramático) e venha divertir-se. Esta época é mesmo um espectáculo!

Sabia que...

Bom dia queridas Bolhas sorridentes e simpáticos leitores,

E porque se avizinha um casamento de arromba, resolvi escrever sobre algumas das muitas superstições associadas ao casamento, até porque este Blog também é informativo e em termos de Bubble savoir faire pouca gente está à nossa altura... Certo?

Sabia que os anéis de noivado devem ter um diamante? Os diamantes são as pedras de Vénus, a deusa do amor. Associados à beleza, o seu brilho evoca a chama da paixão, a tal que deve estar sempre acesa.
Aliás os anéis das Bolhas outrora Noivas ou têm N diamantes ou então têm um Diamante com Gerês de quilates... O da nossa Star por exemplo tem 11 diamantes, porque os noivos se conhecem há 11 anos. Romântico... Que se saiba, o primeiro anel de noivado com um diamante foi oferecido, em 1477, por Maximiliano da Áustria a Maria de Burgundy (antepassada Bolha).

Sabia que a aliança deve ser usada no dedo anelar da mão esquerda porque na altura dos egípcios acreditava-se que nele existia um vaso sanguíneo com a ligação mais directa ao coração?! A aliança é reconhecida no mundo inteiro como símbolo de união. A sua forma circular evoca a eternidade do amor e o ouro amarelo é sinal de sentimentos nobres.

Não há noiva sem um ramo de flores, já que estas simbolizam a vida, o crescimento, a fertilidade, e afastam os maus espíritos. É o noivo quem deve oferecer o bouquet, o qual dependerá do gosto de ambos. É hábito, no fim da cerimónia, a noiva lançar o ramo às raparigas solteiras, substituindo a antiga liga da noiva (credo, nós bolhas não atiramos a liga). Geralmente, encomendam-se dois ramos, guardando-se o original para o fim pretendido e lançando-se a réplica de costas para as amigas solteiras (a pobrezinha da minha réplica como era deliciosa foi comida pelas formigas... Imaginem!) Aquela que o agarrar, será a próxima a casar-se.

O noivo não pode ver a noiva com o vestido antes da cerimónia do casamento, esta estranha tradição recua até um tempo primitivo, no qual ninguém podia ver a noiva antes de ela integrar o grupo das mulheres casadas. À cautela a partir da meia noite a noiva deve fechar-se em casa...

No ocidente o véu (uma referência à deusa Vesta que, na mitologia greco-romana, era a protectora do lar) deve ser branco, transparente e, em vez de tapar o rosto, ser preso ao cabelo com uma tiara ou uma grinalda de flores.

O vestido de noiva é branco porque simboliza a pureza e castidade. Mas as noivas já se vestiram de outras cores, entre elas o encarnado (simbolizava o sangue novo e a energia necessária para perpetuar a família). no século XIX, a realeza europeia adoptou o vestido branco em definitivo. A moda terá sido iniciada com o casamento, em 1840, da rainha Vitória de Inglaterra (Bubble queen) com o seu primo, o príncipe Alberto.

E porque vivemos em Macau e porque uma de nós tem sangue chinês, ficam a saber as noivas chinesas se vestem de encarnado porque, na China antiga, o vermelho significava o amor e a alegria.

Outra tradição é a noiva usar uma coisa velha, uma coisa nova, uma coisa emprestada e uma coisa azul. Ou para rimar em inglês: “Something old, some-thing new, something borrowed and something blue.” O velho simboliza o passado e a continuidade; o novo significa optimismo, a esperança e a vida futura; o emprestado significa a felicidade que deverá ser partilhada por um casal já casado“ e o azul simboliza fidelidade, amor eterno e pureza.

Para terminar este escrito que já vai longo (para evitar que a Verdadeira Bolha e alguns dos resistentes leitores achem um tédio) saiba que a origem da lua-de-mel reside na antiguidade, quando amigos e parentes desenhavam uma lua com mel na porta da casa dos noivos, para dar sorte.

Até logo!

segunda-feira, novembro 13, 2006

THE STAR IS BRIDE!

Temos noiva!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Já podemos dize-lo alto e bom som!

Uma Bubble Bride! A nossa Bubble Bride!

Sim, a nossa Star foi pedida em casamento da forma mais romântica, elaborada e invulgar que se pode imaginar. E disse que SIM, logo no momento. Bem, a verdade é que penso que era impossível - a qualquer mulher - dar outra resposta a um pedido tão ORIGINAL, feito por um noivo tão charmoso e apaixonado que deu a volta a Macau, contornou todas as dificuldades, para conseguir apresentar na hora H e no local ideal o seu pedido! Coisa de mestre!

A alegria da Star é indescritível e agora é vê-la de anel de noivado no dedo e sorriso rasgad
o
, a pular suavemente em nuvens cor-de-rosa de algodão doce...

Quanto ao noivo deslocou-se, entretanto, para terras do norte para aprender a dominar putonghua. Aposto como a nossa Star recebe diariamente milhares de mensagens vindas da capital do Império a bradar “wo ai ni, wo ai ni, wo ai ni”. E continua a Star a pairar nas nuvens cor-de-rosa de algodão doce...

Querida Star, foi com grande emoção que vivi a notícia do seu noivado! Confesso que ainda não me recompus pois a alegria desses primeiros momentos ainda está deep in my heart, e não esquecerei por quantos anos viva!
E agora mãos ao trabalho, que um Big Bubble Wedding se aproxima a passos largos e há mil e uma coisas a tratar. Ufa, até já estou com palpitações só de imaginar os preparativos que nos esperam a todas....

Blog Liberum!

Boa tarde de Outono!!!
A nossa Bolha Star decretou que não estamos mais sujeitas a disciplina de Blog pelo que damos início à época de Blog Liberum... Estamos todas vestidas de verde caça ou de navegadoras?!

Queridas leitoras, estão lembradas daqueles pedidos de casamento que só acontecem em livros, nos filmes ou em anúncios de boa qualidade de tv??? Normalmente pensamos que isso só acontece no imaginário, certo?!
Pois mas estamos iludidíssimas pois acontece muito raramente na vida real (é certo) e aconteceu à nossa querida Bubble Star Bride!!!

O ora Star noivo (de ora em diante designado por Bubble fiancee), não só a pediu em casamento no
Met de Bangkok (chiquitérrimo vejam só), como o fez através do telejornal (há filme a comprovar) e atirando-se da torre de Macau (credo podia ter ficado gago) com um super cartaz a dizer “Star casa comigo”. Tal e qual...

A nossa bolha Star anda felicíssima de anel de diamantes no dedo (cada um maior que o outro) e só vos digo que nós, restantes Bolhas, ao visionarmos o filme e ao ouvirmos o relato exclusivo ficamos todas de lágrima no olho e com um nó na garganta. Que felicidade, uma noivinha!

Isto que estou aqui a relatar não só é verdade verdadinha como vai poder ser lido na Vanity Fair (edição americana) no próximo mês de Dezembro, com entrevista dos noivos e Bolho-testemunhos... A Bolha Mestra vai explicar como conseguiu não divulgar nadinha de nada sobre o cachucho reluzente e o video de pedido, a Champanhe vai testemunhar a evolução do romance, a Verdadeira Bolha vai falar sobre pistas e evidências, a Furla sobre toilettes e conquistas, etc, etc. Não percam nas bancas já em Dezembro!

Se é bem verdade o que diz o bolholósofo Kierkegaard - O casamento feliz é e continuará a ser a viagem de descoberta mais importante que o homem jamais poderá empreender - também é verdade aquilo que a querida e patusca morzinha, moi même, tem como certeza universal.

I.e., se o casamento pode ser um eterna lua de mel então o noivado da nossa Star vai ser uma mega festa de despedida de solteira...

E começaram as celebrações! Estamos prontas?
Parabéns aos noivos e muitas felicidades. O noivado é mesmo um estado de graça. Quanto ao noivo está cheio de sorte pois leva uma five stars bubble!!!
Até logo.

sexta-feira, novembro 10, 2006

that's the question

Bem sei que "bom silêncio vale mais que má pergunta" mas, aqui só entre nós Bubbles, estou quase a rebentar... Este silêncio mata-me!

À semelhança da disciplina de voto partidária estamos a viver um momento de disciplina de Blog... Ando desertaaaaaaaaaaa, Dear God!!!

Hello, já podemos???

A palavra é tempo; o silêncio, eternidade.

Bom fim de semana!

quinta-feira, novembro 09, 2006

Mistériosssssss

Caras Bolhas,

Realmente, nos últimos tempos, o nosso blog anda envolto em neblinas misteriosas. A todo o momento deparamos com códigos complicadérrimos, sentidos ocultos, enigmas indecifráveis e segredos por desvendar. O que se passa?? Que insondáveis acontecimentos terão provocado este fenómeno? Quem tem a chave? Teremos entrado, sem saber claro, na busca de verdades universais? À falta de melhor resposta, proponho, a título de medida excpcional e de carácter transitório, que o blog se passe a chamar "Blog das Bolhas Esotéricas".

PNB do dia

Não sei se reparam mas o nosso Blog anda com um je ne sais quoi de contido. Como dizia a Bolha Star há uns anos "está para lá de Bagdad"... Helas como praticamente não há Bagdad ficamos com uma lacuna no léxico Bolhal... Não me digam que não notaram que o Blog está com um principio de marasmo?! Nota-se a léguas... Somos tão transparentes como qualquer diamante de 530,2 kilates!

Perceberam a piadinha? Vou ser pedagógica porque estamos no campo da cultura geral... Só existe um diamante no mundo com 530,2 K que por acaso é o maior do mundo e chama-se Cullian! Este meu sangue de ourives/ joalheiro a correr-me nas veias azuis turquesa, não engana... Mas reparem que até há Bolhas que não querem postar! Será do Outono, a chegada do Grande Prémio, Love is in the Air???!!!

Para animar as hostes Bolhais resolvi transcrever dois pensamentos não bolha (PNB) mas que fazem pensar... Assim como assim pomos os piccolos, simpáticos e neuróticos neurónios a carburar. Ora vejam:

Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se:"Amadores construíram a Arca de Noé, e profissionais, o Titanic."

Se algum dia quem você ama te trair, e você pensar em se jogar de um prédio, lembre-se: você tem chifres, não asas!

Até sempre!

Etiquetas:

quarta-feira, novembro 08, 2006

Tu


Há irritações que com o avançar da idade desaparecem outras que se agravam. Vou hoje escrever sobre uma das minhas Mega Hiper irritações!!!

Detesto, abomino, odeio o tratamento desadequado por Tu!!!

Das duas uma ou virou moda ou então as pessoas ficaram tolinhas de todo e agora têm a mania que são todas intimas e amigas umas das outras...
Oh tu que fumas, jovem alista-te na força aérea, queres comprar casa, joga no euromilhões?!!!
Cartazes, publicidade, restaurantes, cafés e bares, salas de reunião, museus e exposições!!! Poupem-me...
Nem todos somos jovens e nem todos o jovens gostam de ser tratados com familiaridade... Principalmente por pessoas que não conhecem não esperam nem querem vir a conhecer sequer no carro eléctrico!!!

O tratamento por tu é mais próximo e menos formal. Entre iguais, qualquer que seja o grau de escolaridade, a idade, o sexo, o tipo de relação pessoal ou mesmo a situação de locução, o registo pode ser informal.
Agora quando as pessoas não são íntimas, iguais ou próximas (nem têm aspirações a ser, never but never) não faz sentido tratarem-se pelo pronome pessoal da 2.a pessoa do singular...

Não há pior do que o TU indiscriminado e sem intimidade!!! Isso aplica-se tanto quando sou eu a interlocutora como quando são outros os interlocutores.. Falta de chá...

Faço aqui esta ressalva pois reparo que em Macau há muita gente que se dirige indiscriminadamente, e em português, aos chineses na 2.a pessoa do singular em vez de utilizar a forma verbal na terceira pessoa. Uma coisa é os chineses baralharem o uso dos pronomes em português porque na língua chinesa só há dois pronomes pessoais “eu” e “tu” (à semelhança do inglês que só tem you) outra é os portugueses fazerem um mau uso da gramática portuguesa.

Começa a ser recorrente ouvir-se nas lojas um berrado “Oh Pang iao, iao mou carteiras de pele LV? Ai não tens é que na San Ma Lao tens”... Gostava de saber se esta gente quando vai “à terra” (como costumam dizer) se dirige ao banco e aborda o gerente de conta com um “Oh amigo a quanto tens a taxa de juro?” e se trata todos os empregados de café por tu "saca-me aí uma bica"... É que se tratar não se admire de receber um TU intimista de volta... É a velha questão “ou se nasce ou não se nasce”, instrução não é educação...

Depois há o tratamento generalizado por tu com raízes no pós 25/04, que consiste no tratamento por tu de quem quer que seja seguindo o espírito igualitário das várias doutrinas socialistas... Eu nem sou comunista! Geralmente o “tu” começa em ambientes bastante formais e chem sítios onde há himalaias de people conhecido, deve ser para me ensandecerem... Lanço logo o “Killer Look n.o 3. Se me perguntam directamente respondo que ”normalmente não trato as pessoas que conheço superficial ou profissionalmente por tu nem gosto que me tratem”. Quando não me pedem autorização e já estou em fase de tresler não quero saber e chamo mesmo a atenção...

Por vezes chamar a atenção dá mau resultado... A pobre da Antónia por exemplo disse a uma NPLU “desculpe mas agradecia que não me tratasse por tu... ”, resposta da burra
“Oh pá eu não te trato por tu, trato-te por Antónia”.

Estão a ver?!

terça-feira, novembro 07, 2006

As Bolhas já ouviram falar de BORAT?

Pois parece que está a ser o maior sucesso de bilheteira nos EUA e prester a varrer a Europa no mesmo sentido. Para quando em Macau não se sabe, talvez nos cinemas de Zhuhai apareça mais cedo.
"A controversa comédia Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan (Os Ensinamentos Culturais da América para o Benefício da Nação Gloriosa do Casaquistão, em tradução livre do inglês), cuja estrela é um alter-ego do actor britânico Sacha Baron Cohen é o mais recente êxito de bilheteira americano.
As aventuras do irreverente repórter televisivo rendeu, em apenas um fim-de-semana, 26,4 milhões de dólares.
Como diria o próprio, Borat fez uma entrada gloriosa no mundo do cinema de Hollywood. A comédia relata a travessia do repórter kazaque através dos Estados Unidos numa carrinha de gelados. Ele morre de medo de judeus e não perde uma chance de ser politicamente incorrecto.
O inédito neste resultado é que o filme está em exibição em apenas 837 salas, que serão aumentadas para 2500 durante a próxima semana. No Reino Unido e na Alemanha já alcançou o primeiro lugar na lista dos mais vistos.
" - In Jornal Sol

Reparo político

Bom dia!!!
Em primeiro lugar gostava de frisar que a nossa RAEM de Julho de 2003 até hoje já recebeu 13 Milhões de visitantes com visto individual! Não admira que o centro esteja caótico de cheio e que os preços tenham aumentado assustadoramente!!! Mas se é em prol do desenvolvimento económico “we can even accept a small bubble sacrifice”...

Em segundo lugar queria submeter um piqueno reparo político a discussão Bolhal. Estava eu a ver o telejornal português de óculos (aqui a je já não vê mosquitos na outra banda sem os mesmos) quando reparo na bancada do CDS/PP... Queridas Bolhas e leitores atentos, será que os penteados dos piquenos Centristas Populares e sua Juventude estão sujeitos a disciplina partidária-capilar? Só pode...

Para os menos atentos, os cabelos da generalidade dos centristas e sua juventude partidária (salvo raríssimas excepções e excluindo-se naturalmente os carecas) caracteriza-se por ser um género de capacete, meio comprido, semi ondulado, pseudo despenteado mas penteado... Na certa que se inspiram nos despreocupados anos 70/ 80 mas com as preocupações dos anos 90, credo!!!

Os queridos leitores conseguem visualizar o Jacques Brel (ne me quitte pas) no final da vida? Pois, o penteado dos Centristas é parecido mas sem a pinta inconfundivel do Brel. Escusado será dizer que para mim esse tipo de penteado é pavoroso, totalmente out of fashion, out of mind, que é como quem diz TOTALMENTE fora de moda e que se caracteriza por ser Absolutamente Morno. Não há nada pior do que ser morno... Nem é comprido nem curto, não é ondulado nem liso, não penteado nem despenteado é MORNO...


O próprio Paulo Portas que, já não tem cabelo mas pensa que o tem, usa um penteado que não o favorece de todo... Não é tão mau como o Santana Lopes do PSD (que bateu no fundo) pois o PSL não só tem pouco cabelo como usa gel para colar o que sobra, comprido, puxado para trás e revirado nas costas, à dono de taberna da mouraria... Cada vez que o vejo em revistas sociais à saída de festas, de blazer azul, camisa aberta a exibir os pelos do peito, crucifixo ao pescoço ou cordãozinho de cabedal radical (julga ele) com calças encarnadas, dá-me aquele arrepio pela espinhal medula “este homem foi PM de Portugal”! Garanto-vos que não é um arrepio de satisfação...

Mas dizia eu que, o querido do Paulinho das peixeiras (como o próprio se auto intitula e não vejo mal pois parece-me educado e as pessoas educadas dão-se com toda a gente) usa o pouco cabelo que lhe resta semi-comprido com as pontas reviradas, à gorro da Becassine (cfr. imagem, encontre as diferenças). Só não usa o mesmo capacete do Nuno Melo e do piqueno da juventude (não me lembro do nome mas penso que é de todo petiz e menor) porque o coitado não tem cabelo...

Aqui para nós e tendo em conta a identidade capilar, estou em crer que o antigo ministro da justiça português (Aguiar Branco) está no grupo parlamentar errado, devia estar com os PPs...

Queridas Bolhas e leitores, julgo ser de ponderar assinarmos uma petição online (afinal existem para tudo) a aconselhar a alteração da disciplina partidária-capilar aos Centristas. Para serem super populares vão ter que rever o visual... Podem começar pelo penteado pois com esse não me parece que vão longe, boa?
Até logo!

Apontamento humorístico

Um mendigo aproxima-se de uma "tia" cheia de sacos de compras e diz-lhe:

- Madame, eu estou sem comer há 4 dias .

E a madame:

- Meu Deus! Como eu gostava de ter a sua força de vontade !

segunda-feira, novembro 06, 2006

Imagens

Queridas, bem regressadas deste mini break outonal??? Algumas de nós não sairam da RAEM mas a semana passou intensamente, com tantos feriados também não admira. Verdade? Foi de todo um excitex...

Costuma dizer-se que uma imagem vale mil palavras... Aqui está o meu fim de semana em imagens!!!




"A felicidade é uma coisa boa
E tão delicada também
Tem flores e amores
De todas as cores
Tem ninhos de passarinhos
Tudo de bom ela tem
E é por ela ser assim tão delicada
Que eu trato dela sempre muito bem" - Vinicius de Moraes
E mais não digo!!! Votos de uma segunda feira pouco sofrida...

Counters
University of Phoenix Pimp MySpace.com
Number of online users in last 3 minutes